Publicado em 21/12/2017 às 12:30

Deputados evangélicos ‘marcam bobeira’ em votação da Padroeira do MS

Somente o deputado Picarelli estava presente na última votação.

 

Com atraso

 

O atraso no décimo terceiro salário dos servidores municipais de Dourados evidencia que a prefeita Délia Razuk (PR) herdou uma Prefeitura falida. O ano todo o governo municipal expôs para toda a  população o caos financeiro herdado e a necessidade de aprovar na Câmara Municipal algumas medidas para conter a crise.

 

Vai pagar

 

Em nota divulgada no final da manhã desta quinta-feira (21), a assessoria de comunicação da Prefeitura de Dourados, anunciou o pagamento da maioria do funcionalismo. Com os recursos do Fundeb será pago o 13º de 2.655 professores e, com recursos do Governo Federal, será possível pagar os profissionais da área da saúde, num total de 1.072, que recebem até R$ 3.400,00 líquidos.

 

Torcida contra

 

Por fim, mesmo que gradativo, os pagamentos devem ocorrer nos próximos dias, apesar de alguns insistirem em não acreditar no caos financeiro herdado e optaram para o “quanto pior melhor”, seja por oposição irresponsável ou mesmo distribuindo inverdades pela cidade.

 

À favor

 

Que esse caos financeiro  e as inúmeras tentativas de inviabilizar uma administração legitimamente eleita sirva como um momento pedagógico para começarmos um ano novo diferente.

 

União

 

Vale ressaltar, que centenas de municípios e diversos estados brasileiros ainda não conseguiram pagar o décimo terceiro salário, isso prova que não somos uma ilha de crise, e que o caminho é a união de todos os poderes, todos os servidores, toda a população por uma cidade melhor e a superação da crise financeira.

 

Só um

 

Somente o deputado estadual Maurício Picarelli (PSDB), evangélico, votou contra ao projeto de Lei, de autoria do deputado Paulo Siufi (PMDB), que instituí a Nossa Senhora do Perpétuo Socorro como padroeira de Mato Grosso do Sul. O resultado final ocorreu em  2ª votação, ontem (20) a tarde, durante sessão extraordinária, na Assembleia Legislativa do Estado.

 

Desprevenidos

 

Já os demais deputados evangélicos que representam o MS, Herculano Borges (SD), Lídio Lopes (PEN) e Rinaldo Modesto (PSDB), ficaram fora da última votação devido, ao, digamos, “descuido parlamentar”. Segundo passarinho com pouca penugem, os três estavam em seus gabinetes enquanto ocorria a sessão extraordinária e foram surpreendidos pela repentina reunião.

Já Picarelli não!

 

Polêmica

 

A proposta aprovada gerou muita polêmica nos últimos dias, no plenário da Assembleia Legislativa. Uma verdadeira “guerra” entre deputados católicos e evangélicos, já que os protestantes (crentes) são contra a devoção aos santos, tendo Jesus Cristo como único intercessor entre Deus e os homens. Amém.

 

Sem polêmica

 

Enfim, com ou sem manobra política, com o resultado da votação no inicio da tarde de ontem, o dia 27 de junho será incluído no Calendário Oficial de Eventos do Estado, como a data de comemoração à mais nova Padroeira do Mato Grosso do Sul, faltando apenas a Lei ser sancionada pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB). Então tá…

 

A coluna Rapidinhas! deseja a todos um feliz e abençoado Natal e um 2018 repleto de realizações!

 

LEIA TAMBÉM - INICIATIVA DO BRAZ DEVE QUEBRAR A “MALDIÇÃO DO DOURADOS BRILHA”

 

Nossa Senhora do Perpétuo Socorro (Foto - Reprodução)

 

João Pires

ESTADO NOTÍCIAS

pizzaria fortaleza
Barbara Ballestero

Deixe o seu comentário

Seu email não será compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com * (asterisco)

Chip Carimbos

estadonoticias.com.br © 2012 Estado Notícias - Todos os direitos reservados.